sexta-feira, 1 de julho de 2011

Doente!


Eu descobri que sou doente. Doente! Sem quê e nem pra quê, desses que morrem de amor. Desses que choram lendo um livro e que abraçam o travesseiro por se sentirem fatalmente sozinhos. Eu descobri que sou doente, doente de saudade, doente por diversas calamidades. Simplesmente doente....
Descobri que meu peito arde por verdades que insistem em esconder a face. Descobri que estou perdido, me enrolando em palavras, tentando por tudo fazer sentido, mas eu já me perdi de novo.
Descobri que o meu tempo anda de charrete e que eu vou demorar milênios pra esquecer.
Descobri que sou sozinho e que sou tão pequenino quando sonho com você. Me sinto visivelmente doente quando me olho no espelho e não consigo me reconhecer. Me sinto doente por amar e amar; e sofrer e sofrer...

7 comentários:

หคтнყ disse...

Que Profundo.
Eu ando um pouco doente... um dia encontrei um remédio u.u rs

Gostei do seu blog
Ti sigo

Beju

Stephanie C. de Mello disse...

Oi lorde. gostei do teu post, assim como outros...

:) http://ras-cunhos.blogspot.com/2011/07/selo-blog-pop.html
Beijos

/ann_ndy; disse...

Pensando bem, em algumas citações que você relatou, até que ser doente soa como algo benéfico. Aprendemos a viver mesmo em meio de uma patôgenia.
Gostei do seu post!

Stephanie C. de Mello disse...

Existem mts como você.

Sr. Lunático disse...

muitos, existem muitos.

Jade Ohara disse...

Sou doente D:

Garota Insana disse...

Bem vindo ao clube!

Muito louco seu blog. Curti demais.