quarta-feira, 2 de setembro de 2009

No papel em branco novamente


Os dias foram passando desde os últimos e marcantes acontecimentos. Eu fechei meu livro e na veradade vivi momentos sem emoções. Nem ódio, nem remorso, nem falso contentamento. Eu apenas me mantive em pé.
Eu não vou ficar remoendo feridas, até porque isso não me atrai. O que passou já foi, não vai voltar. Também cansei de dramatizar meus dias. Entao creio que hojem além de ser mais forte sou mais otimista.
Estou em casa me divertindo à minha maneira, entregando currículos apenas pra dizer que eu não estou atôa. Na verdade eu gostaria de ficar away uns 3 meses, até começar a fazer faculdade, mas isso só no ano que vem.
Tempos onde eu tenho pensando em mim, pensando no que eu pretendo fazer. Eu voltei pra estaca zero, eu voltei para os rabiscos em qualquer lugar. Hmmm...e eu só tenho mesmo rascunhos um tanto mal feitos, mas eu nem tenho pressa. Nesses dias eu vejos as mínimas coisas, os mínimos detalhes e tenho refletido isso nos meus desenhos que estão muito chatos de fazer..(rsrs). Eu demoro dias porque são detalhes demais, eu creio que eu evoluí bastante e quem desenha sabe que cada novo desenho é uma superação. Ainda to fraquinho fraquinho, mas é assim mesmo, acho que perfeição mesmo eu nunca vou alcançar.
Cabeça erguida, um mundo vasto pela frente, vamos cair nele? Como folhas ao vento, ou melhor, como penas no ar...caindo levemente...vamos construir tudo de novo, do zero mesmo. Vamos sonhar pra sempre...e eu sou feito de amor e sem amar eu quebro...porque eu sou feito de sonhos e sem sonhar eu morro.

OBS: Esse desenho é um presente para uma amiga, eu usei elementos que ela me pediu, o panda voador foi idéia dela. Deu trabalho, ele é tão detalhado que tem mensagens ocultas.

6 comentários:

 Steph Mupsi disse...

Noooooooooooooooossa que lindo o desenho! ^^ Ficou demais.
Que bom que está dando importância aos mínimos detalhes e se achando. Te desejo muita sorte!
E perfeição que é perfeição não é algo tão perfeito e sim o que é feito e visto de todo o coração.
Grande abraço :)

 Steph Mupsi disse...

Ps.: "Se achando" quer dizer se encontrando.. rs Eu empreguei a palavra meio que estranhamente.. rs foi malz.

• || Rai || • disse...

Uauuu ameiii seu desenho!
Ficou lindo mesmo.
Esses detalhes que vc coloca são bem interessantes, demostra curiosidade, tentamos interpretá-los de várias formas, mto legal ^^

Porque vc não faz algo que tenha a ver com arte? Vc leva jeito, hehe
Como vc gosta de se expressar, é uma boa opção
Enfim, não desperdice seu talento.

Abç

Dark and Light disse...

Muito 10 o desenho, eu axo que vc desenha bem demais, mas perfeição ninguem atinje, e alem do mais a perfeição é sem sentido, se alguem atingir a perfeição não há mais nada pra se fazer nakela area, sempre temos q nos superar, tanto nas artes como na vida.
Te desejo tudo de bom rapaz, você merece, e continue sonhando e se superando sem nunk se deixar cair.
Um abraço

Isadora. disse...

Muito lindo seu texto; juro que hoje eu li tudo mesmo. :D Adorei, principalmente o parágrafo final, antes de vc falar sobre o desenho, é claro :B

Q bom q vc está mais feliz... qndo vc publicou o post passado eu olhei o título e nem quis ler; tenho horror àquela palavra... prefiro dizer 'má sorte'... :D

Boa sorte! ;)

P.S.: Sim, a casa vizinha à minha, no Ipiranga, já tinha sido habitada por uma psicopata que matou o próprio filho (bebê) afogado. o.o

Isadora. disse...

Quando eu conheci seu blog ninguém nunca tinha deixado um comentário aqui :D Eu até achava triste pq gostava dos seus posts, mas eu tinha vergonha de comentar. :D
Agora aqui tá bombando.


P.S.: Acho q eu ñ devia ter escrito sobre a mãe q matou o bebê... Q coisa horrível...