sábado, 28 de setembro de 2013

Aonde estou?

Eu tenho a nítida sensação de que eu caminhei bastante, mas mesmo assim me encontro perdido. Me sinto como se houvesse andado uma trilha infindável e sempre passando nos mesmos lugares. Eu olho para as pessoas e eu não sinto nada, eu não tenho desenhado, pintado, lido...o que eu estou fazendo? Aonde está a minha mente?
Eu faço os afazeres do dia a dia, mas eu noto que falta um pouco mais de emoção, de vivacidade. Depressão é você? Mas eu não sinto tristeza, eu não sinto alegria, eu estou cansado...mente e alma...o culpado é o trabalho, o novo trabalho? Mas eu apenas fico lá por 6 horas. O que está acontecendo? Eu me pergunto diariamente, há algo fora do lugar e a razão disso tudo eu sei, eu me pergunto, mas eu sei.
Eu estou perdido em questões espirituais, eu vago pelo mundo sem saber ao quê me agarrar, o vento lá fora leva embora tudo desse mundo, e eu apenas não queria ir com todo o resto. Estou nitidamente perdido por falta da luz na escuridão, meu foco está embaçado agora e eu estou completamente sozinho...
Eu preciso me reencontrar no meio disso tudo. 

Um comentário:

Stephanie C. disse...

Tem momentos em que na nossa alma acende uma luz vermelha, pra alertar que algo não está certo. Talvez você tenha colocado de lado algo que quer muito fazer (ou ter), ou talvez você simplesmente não queira fazer nada. O ócio também é prazeroso.
Não deixa a depressão te pegar não. Aproveite a beleza que há nesses momentos vazios. Nem que tenha que aproveitar dormindo, quando tiver um tempinho.

O trabalho, por mais pouco que seja, sempre cansa. Porque nem sempre fazemos o que queremos exatamente. Cada um tem um ritmo. Talvez você esteja além do seu. Se não tiver como mudar isso, tenho certeza que seu corpo e sua alma vão se adaptar.
No mais, desejo bons pensamentos pra você e muita criatividade.
Beijos, voltei a escrever. :)