sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Apenas

Friozinho, pensamentos longínquos, solidão eu não tenho medo de você.
Viajando em diversas possibilidades, em sonhos e em verdades. Chateações, falta de amadurecimento, falta de LUZ. Cadê a balança que controla o seu agir? Cadê o autocontrole? Ta precisando melhorar, melhorou um pouco, mas e essa cara amarrada?

Respira, solta, esquece!

Não adianta também esquecer a sua condição humana, nem todo o dia será um rio de sorrisos e alegrias, nem todo dia o bom humor irá bater na sua porta, nem todo dia...mas cadê o equilíbrio, o jogo de cintura? Vamos indo, vamos indo...porque tem muito mais pela frente. Tem mais desafios, lembre-se. Não se importe com a arte do desencontro, as pessoas são assim, vem e vão num fluxo continuo, se alguém que você gosta for embora, deixe ir, não corra atrás, deixe que o tempo irá trazer de volta (ou não).

Seja maduro, sincero, sempre! No trabalho nem tanto (risos). Eu quero mesmo é viajar por aí, em lombras, em sonhos, em verdades, na minha arte, nada poderia ser mais grandioso do que eu mesmo, do que a minha mente e sensações. Eu quero ser como uma folha ao vento, conhecendo lugares e pessoas, e não me importa se amanhã alguém terá se perdido, cortado os contatos ou me excluído do facebook, (risos altos) bobeira!

Viva, relaxa, sinta!

Apenas.


Um comentário:

Stephanie C. disse...

Eu acho muito legal forma com que você leva sua vida. Você admite que nem sempre acerta, que nem sempre as coisas são um mar de rosas. Admite que ás vezes nem quer tentar nada. Só quer ficar no seu canto, tentando entender as coisas ao seu redor. Não por curiosidade apenas, mas por necessidade.
Adoro seus textos.
--

Obrigada pela visita, Lorde.
Estou voltando a escrever. Não será com muita frequência, por conta do trabalho, mas tentarei.

Abraços.

www.ras-cunhos.blogspot.com